Selecione os melhores imóveis da região:

Mooca, a porta de entrada da zona leste

SEO-Bairro-da-MoocaA Mooca não é somente o primeiro bairro da zona leste para quem vem do Centro. É um dos mais promissores da região e de toda a cidade. 

De acordo com dados do Portal ZL Imóvel, em 2015, a Mooca foi o segundo bairro com maior número de unidades à venda na região e ficou em quarto lugar entre os mais visitados. No quesito locação, também foi o segundo em ofertas e o quinto em procura.

Um do poucos bairros com excelente infraestrutura que alia o interesse de quem já é morador e de quem deseja morar em um endereço local, com uma boa rede de comércio e prédios comerciais. A Mooca tem tradição em sediar grandes empresas da cidade. Mesmo com as mudanças pelas quais a Capital passou ao longo dos anos, a região ainda é o endereço procurado por empresas - hoje, com maior ênfase em logística e transportadoras. 

No comércio, a Rua da Mooca e a Avenida Paes de Barros ainda são os endereços de muitas lojas de vários segmentos. É grande também o número de concessionárias e agências de carros. Quase todas os bancos têm agências na Mooca e grandes redes de supermercado que atendem seus moradores a contento. Faculdades e shoppings completam a heterogeneidade do bairro.

No quesito lazer, o Parque da Mooca concentra boa parte de atividades esportivas públicas do bairro. Além disso, o Juventus - tradicional e paixão do local - é um dos mais completos clubes particulares da cidade, bem como seu estádio, o Conde Rodolfo Crespi, localizado na Rua Javari, um dos pontos mais conhecidos da capital (se for a um jogo no Juventus, não deixe do comer um dos tradicionalíssimos cannolis, que desde 1970, são vendidos pelo seu Antônio). 

Na Cultura, além do Museu do Imigrante, o bairro conta com o Teatro Arthur de Azevedo, um dos mais antigos da cidade, inaugurado em 1952. Quem procura opções de gastronomia, encontrou o lugar certo. Além de tradicionais cantinas e pizzarias, como San Marco, Don Carlini, e a Pizzaria São Pedro (fundada em 1966), há a doceria Di Cunto, inaugurada em 1935, e opções de todos os tipos e países. Na festa de San Gennaro, que acontece há mais de 40 anos, são servidas iguarias típicas italianas, como macarronada, fogazza, polenta e pizza. A festa acontece durante todo o mês de setembro.

Apesar de ter uma área total de 7,7 km2, possui atualmente, segundo o Censo do IBGE de 2010, pouco mais de 63 mil habitantes, ocupando o 71º lugar entre os principais bairros da cidade. A população tem renda per capita que gira em torno de R$ 4,1 mil - alta para os padrões do País. O local possui um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano - medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de "desenvolvimento humano") de 0,909 e ocupa 22ª posição entre os bairros de São Paulo. Esse resultado é considerado elevado. 

O bairro é bem servido por linhas de ônibus e trens da CPTM, como as estações Bresser-Mooca da Linha 3 Vermelha do metrô e Estação Juventus - Mooca da Linha 10 da CPTM

A região deve passar por uma mudança nos próximos meses e anos. Com o novo Plano Diretor da Cidade deve ser permitida a construção de empreendimentos em muitos dos galpões abandonados, que foram, no passado, grandes indústrias. Mesmo assim, a Mooca é um dos bairros que mais concentra lançamentos nas últimas décadas, desde moradias populares, como prédios do CDHU, a altíssimo padrão. Há algum tempo, a Mooca é "queridinha" de empreiteiras e incorporadoras por causa das oportunidades e terrenos que ainda existem no bairro.


Texto elaborado por: Marco Barone em março de 2016




NOTÍCIAS DO MERCADO E DICAS DE DECORAÇÃO

O Guia de Serviços da Zona Leste