Mercado imobiliário
06.jul.2014
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Mercado imobiliário: O que esperar do novo Plano Diretor?

Aprovada pela Câmara Municipal, novas regras para as construções na cidade necessita de tempo para ser bem compreendida

Imagem Mercado imobiliário: O que esperar do novo Plano Diretor?
Logo Copiar Blog Notícia

Novo-Plano-DiretorNa semana passada, a Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou uma das leis mais esperadas pelo mercado imobiliário nos últimos anos: o Plano Diretor. Depois de quase nove meses de discussão, o texto final foi aprovado por 44 dos 55 vereadores. O Plano Diretor visa a regrar o setor de construção na cidade.


Nas próximas semanas vamos dissecar alguns pontos da nova legislação. Aqueles que mais dizem respeito à atividade. Entre esses itens estão o total de imóveis que podem ser construídos no ano, a distância entre prédios e corredores de ônibus, vagas de garagem, outorga onerosa, tamanho de edificações etc.


Um dos maiores destaques que já podemos elencar é o total de prédio que podem ser construídos por ano. Segundo a Lei, serão liberados, no máximo, 250 prédios ao ano. Essa medida tem por objetivo o não adensamento da cidade.


A princípio pode ser vista como uma medida restritiva, mas esse volume representa um total de quase 500 mil unidades em 16 anos, ou uma média de pouco mais de 31 unidades/ano, mais ou menos o que o mercado vem lançando nos últimos anos.




#MERCADO IMOBILIÁRIO
Fonte:
ZL Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Leste de São Paulo
www.zlimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Financiamento Imobiliário - É possível usar o saldo do FGTS?
Próximo Post >
Cresce venda de novos imóveis

Localizar Notícias

Imagem Localizar Notícias do Blog