Curiosidades
05.mai.2015
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Guia prático sobre deveres e obrigações do condomínio

Bom senso é fundamental para boa convivência

Imagem Guia prático sobre deveres e obrigações do condomínio
Logo Copiar Blog Notícia
Guia Prático sobre deveres e obrigações do condomínio

Viver em condomínio exige uma série de cuidados para evitar problemas com vizinhos, administradores e síndico. Cada vez mais as pessoas procuram apartamentos na busca por sossego e conforto, porém, se não houver o bom senso, educação e respeito, você poderá ter conflitos desnecessários.

 

Para evitar este cenário, o Grupo SP Imóvel listou algumas dicas, para você não ter confusão com o próximo.

 

Respeite os horários  

Respeite os horários. Evite barulho entre às 22h até às 09h;

Não ande de salto no apartamento  

Procure não andar de salto dentro de casa;

Cumprimente os vizinhos.  

Seja educado. Dê bom dia, boa tarde e boa noite para os vizinhos
e funcionários, inclusive para o porteiro do prédio;

Cuidado com o carro dos vizinhos  

Cuidado com os carros dos vizinhos de garagem. Procure tirar
o carro para os passageiros entrar e não bater não porta do
veículo ao lado;

Não fume nas janelas  

Jamais bata as cinzas de cigarro na janela.
Também não é permitido sacudir as toalhas nas janelas.

Câmera de segurança  

Tenha bons modos, seja no elevador, no hall e na garagem.
Pois, a maioria dos condomínios têm câmeras de segurança;

Lista das normas  

Na área comum respeite as normas para não comprometer
o bem-estar das outras pessoas.

 

Por outro lado, é preciso ter uma pessoa responsável para administrar as obrigações legais empreendimento. O diretor de condomínios da Habitacional, Marcio Bagnato, relata as principais obrigações de um síndico, conforme o código civil, Art. 1.348.

 

Compete ao síndico:

 

 

Convocar a assembleia dos condôminos;

 

Representar, ativa e passivamente, o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns;

 

Dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo, de interesse do condomínio;

 

Cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e as determinações da assembleia;

 

Diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessem aos possuidores;

 

Elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;

 

Cobrar dos condôminos as suas contribuições, bem como impor e cobrar as multas devidas;

 

Prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas;

 

Realizar o seguro da edificação.

 

O síndico desempenha um papel fundamental no dia a dia dos condôminos."Os administradores se deparam com desafios todos os dias, principalmente, para gerenciar os conflitos. As pessoas estão cada vez mais pensando em si mesmas, deixando o interesse coletivo e o respeito ao vizinho de lado", alerta o diretor.

 

Respeitar o próximo e ficar atento às regras do condomínio é indispensável para uma boa convivência de todos.

#CURIOSIDADES
Fonte:
ZL Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Leste de São Paulo
www.zlimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Garantias Locatícias: conheça todas as modalidades
Próximo Post >
Vantagens e desvantagens de comprar imóvel novo ou usado

Localizar Notícias

Imagem Localizar Notícias do Blog