Decoração
18.out.2018
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Como escolher a mesa de jantar perfeita?

Confira as dicas para não errar na hora de comprar

Imagem Como escolher a mesa de jantar perfeita?
Logo Copiar Blog Notícia

Indispensáveis nas casas, as mesas de jantar também podem compor a decoração do seu lar. Na hora de escolher qual seria o modelo, formato e tamanho ideal para colocar na sala é normal surgir algumas dúvidas, pois hoje, o mercado disponibiliza diversos formatos: quadrada, retangular, redonda, os mais variados produtos: vidro, madeira, pedra e nos tamanhos para 2, 4, 6 ou 8 lugares.

Por isso, na hora de escolher a mesa de jantar ideal para a sua casa é indispensável pensar na funcionalidade e no espaço do ambiente, para que a mesa não atrapalhe a circulação e atenda às necessidades diárias.

A Casas Bahia, rede que comercializa eletrodomésticos, eletroeletrônicos, móveis e utilidades domésticas separou algumas dicas que devem ser consideradas na hora da compra da mesa ideal:

- Fluidez do Espaço: Afim de facilitar a circulação pelo ambiente, é importante deixar de 70 cm (no caso das cadeiras recolhidas) a 90 cm livres (para quando a mesa estiver em uso) entre a mesa e outros móveis ou paredes, de modo que as pessoas possam transitar pelo espaço. Caso a mesa fique ao lado de uma passagem ou corredor, o ideal é deixar no mínimo um metro de espaço livre para permitir que uma pessoa passe confortavelmente enquanto outra estiver sentada;

- Quantidade de assentos: Para acomodar os convidados e familiares durante visitas, o recomendável é ter ao menos dois lugares a mais na mesa além dos moradores. Nesse sentido, o clássico formato retangular se destaca por permitir incluir cadeiras em cada ponta, ampliando o número de assentos. Em relação ao conforto, lembre-se que mesas retangulares comportam com conforto uma pessoa a cada 60 cm de extensão, no mínimo;

Foto - Flores delicadas
Foto - Porta aberta sala

- Conforto e ergonomia: As mesas de jantar costumam ter uma altura superior a 70 cm para oferecer conforto a pessoas de diferentes biótipos, além de poder receber cadeiras de dimensões variadas. A altura das cadeiras também é importante para a ergonomia: para evitar que se bata os joelhos no tampo da mesa ou que a mesa fique muito próximo ao pescoço ao se sentar as cadeiras devem ter, em média, 45cm de altura;

- Atenção aos pés da mesa: O tamanho e formato da base dos móveis é um outro item que deve ser considerado antes de escolher uma mesa, já que os pés podem criar um certo desconforto na hora da utilização do móvel. Para espaços pequenos, as mesas ideais são as com base central, para evitar que as pessoas encostem as pernas. Em caso de mesas estreitas, com menos de 80 cm de largura, móveis com pés nos quatro cantos contribuem melhor para a ergonomia durante as refeições. Pés centrais ou nas extremidades da mesa facilitam na hora de adicionar cadeiras nas cabeceiras sem criar barreiras física no chão que limitem o espaço dos assentos;

Foto - Flores delicadas
Foto - Porta aberta sala

- Materiais: Dentre as matérias-primas mais utilizadas na fabricação de mesas, a madeira se destaca por ser um clássico atemporal, podendo ser utilizada em diferentes estilos de projetos. Além de ter uma durabilidade superior, a madeira pode receber utensílios quentes e trazem ao ambiente um ar mais aconchegante e receptivo. Mesas com tampo de vidro são mais indicadas para espaços pequenos, por possuir um design mais minimalista. Em conjunto com cadeiras em metal e itens espelhados, elas ajudam a ampliar visualmente a sala de jantar. As bases em alumínio conferem um estilo mais leve e clean ao móvel, e são ideais para ambientes mais joviais e descontraídos.

Fonte:
ZL Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Leste de São Paulo
www.zlimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Vendas de Imóveis em SP sobem 38,4%
Próximo Post >
5 cuidados na hora de comprar imóvel na planta