Mercado imobiliário
20.jul.2016
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Mercado Imobiliário volta atenção para classes A e B

Ofertas para esse nicho apresentaram crescimento de 10%

Imagem Mercado Imobiliário volta atenção para classes A e B
Logo Copiar Blog Notícia
O Mercado Imobiliário deve voltar às atenções para classes A e B. Instabilidade econômica, incertezas sobre o amanhã e a falta de confiança estão entre os principais fatores que afetam o setor e fazem retrair o consumo das famílias. Porém, mesmo diante do cenário, já é possível notar algumas mudanças interessantes que podem ser vistas até como uma recuperação do ramo.

No Portal ZL Imóvel as ofertas de R$ 400 mil a R$ 700 mil apresentaram a melhor taxa de conversão, com um crescimento de 10%, no mês de junho de 2016, se comparado com junho de 2015. Atualmente, os consumidores das classes A e B são os principais responsáveis por esse crescimento. Eles sentem a crise, mas de uma forma diferente. Não querem abrir mão do conforto e da qualidade, por isso buscam oportunidades com descontos, que talvez só vão poder encontrar neste momento da economia. E as imobiliárias que apostarem nesse perfil poderão se dar bem.  

"Realmente a crise está aí, mas quem disse que ela está atingindo a todos? Pelas estatísticas do portal, fica óbvio que as classes A e, principalmente a B, sabem que nessa fase podem surgir oportunidades que elas jamais imaginariam anos atrás. Possivelmente, elas estejam dispostas a fazer um esforço financeiro em busca de oportunidades", explica Marcel Toledo, diretor do portal.

Na maioria dos casos, esses compradores não estão preocupados em fazer financiamento imobiliário através da Caixa Econômica, pois geralmente possuem um bom relacionamento com os bancos privados de sua preferência, ou até mesmo possuem condições de pagar à vista ou grande parte do imóvel. Hoje, esses clientes estão em busca de um "bom desconto".

Já os imóveis à venda de até R$ 250 mil, ou seja, dos interessados das classes C e D, mantiveram o mesmo ritmo de pesquisa, mas apresentaram queda na taxa de conversão em aproximadamente 30%, comparado junho de 2016 com o mesmo período de 2015. Portanto, os imóveis que tinham giro de mercado registraram queda significativa na conversão.

O mercado imobiliário continua desafiador e enquanto os ajustes econômicos não acontecem, as imobiliárias precisam se reinventar e enxergar onde está o cliente potencial. Por isso, é importante às imobiliárias renovar as ações de marketing, planejar seus leads e melhorar o atendimento para esse nicho.

#MERCADO IMOBILIÁRIO
Fonte:
ZL Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Leste de São Paulo
www.zlimovel.com.br/
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Cresce busca por consórcio de imóveis
Próximo Post >
Como comprovar a renda no Financiamento Imobiliário?

Localizar Notícias

Imagem Localizar Notícias do Blog