Mercado imobiliário
01.jan.2014
Tamanho da Fonte: A- | A | A+

Mercado imobiliário: um tipo de comprador para cada região

Estudo do Creci mostra o perfil dos compradores da Capital divididos por região

Imagem Mercado imobiliário: um tipo de comprador para cada região
Logo Copiar Blog Notícia

Será que há diferença entre os compradores de imóveis na cidade de São Paulo? Segundo o Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), sim. De acordo com a entidade, cada região da cidade tem suas características específicas, o que diferencia os compradores.

Quem quer morar no Centro, por exemplo, na hora da compra privilegia o local e suas facilidades, como restaurantes, cinemas, comércio, bancos, entre outras. Lá, em sua maioria, são jovens casais sem filhos, casais com filhos que já saíram de casa e pessoas que tem o trabalho ligado à região central.

Já quem procura a zona sul, a parte da cidade com melhor infraestrutura, comércio, serviços e emprego e, por isso, mais valorizada, é um público que quer maior variedade de opções e alternativas socioculturais de lazer, serviço e comércio. Há também uma parcela importante de investidores que escolhem unidades com melhor escoamento para venda e locação.

Aqueles que querem as zonas leste e norte têm um perfil mais conservador e bairrista. Eles até não exigem localização ou proximidade com áreas de grande trânsito, muito pelo contrário. Em razão de uma forte colonização italiana, espanhola e portuguesa, esses compradores são mais apegados às suas raízes e querem estas mais perto de suas famílias.

Por fim, os que optam pela zona oeste, que tem bairros mais novos e de alto padrão, são os moradores com poder aquisitivomaior e que podem comprar unidades maiores e localizadas em regiões mais tranquilas, de excelente infraestrutura e com fácil acesso às regiões mais centrais. Também são compradores que pensam em investimentos em outros locais, que tenham perfis comerciais, como o Centro, Paulista, Berrini, locais onde está o eixo financeiro e econômico da cidade.

Um fator apontado pelo Creci e que pode mudar essas características todas é a proximidade com estações de metrô. Se o perímetro estiver a uma distância de até um quilômetro de uma estação, o comprador está entre o popular e a classe média, justamente pela facilidade de deslocamento na cidade, entre onde mora e onde trabalha, que, geralmente, não são na mesma região.


#MERCADO IMOBILIÁRIO
Fonte:
ZL Imóvel
O Portal de Imóvel da Zona Leste de São Paulo
www.zlimovel.com.br
Equipe de Jornalismo
Grupo de Portais Imobiliários
SP Imóvel
< Post Anterior
Conheça as responsabilidades do Zelador
Próximo Post >
Descubra se é seguro comprar imóvel com Corretor Autônomo?

Localizar Notícias

Imagem Localizar Notícias do Blog