Selecione os melhores imóveis da região:

Vila Formosa, muito além do cemitério

zl-vila-formosa-imoveisQuem já ouviu sobre a Vila Formosa e não conhece o bairro muito bem só tem uma informação básica: é lá que está o maior cemitério do América Latina. Mas a Vila Formosa é muito mais que isso, sendo um dos bairros mais promissores economicamente, que mais se valorizaram na zona leste e na cidade como um todo.

Perto de seus vizinhos Mooca, Penha e Tatuapé, a Vila Formosa é relativamente nova. Fundada em 1923 (os demais bairros contam com, em média, entre 300 e até 400 anos de fundação), o bairro nasceu para o progresso.

Assim como os bairros mais novos, surgidos à mesma época, como Vila Carrão e Vila Matilde, entre outros, a Formosa foi povoada, primeiro, por descendentes de italianos que adquiriram terrenos na região. Curiosidade: a gleba que deu origem à Vila Formosa foi loteada pela Cia. City, famosa e centenária empresa de urbanização que criou bairros como City Lapa, Alto de Pinheiros, Alto da Lapa, Jardim América e Pacaembu, tanto que o desenho das ruas segue o mesmo padrão desses locais.

Como um bairro novo, a região sofreu muito com a falta de infraestrutura básica. Nas primeiras décadas, o transporte era parco, a iluminação muito ruim e asfalto, água e esgoto começaram a ser uma realidade geral somente a partir das décadas de 1960 e 1970 (embora nos anos de 1980 ainda houvesse áreas sem essas necessidades básicas ainda não eram realidade).

Diferentemente de bairros vizinhos, a Formosa não possui favelas. Contudo, áreas distritais dela tenham esse tipo de formação de moradia. O comércio local é forte, como lojas, bancos e mercados. Apesar do nome, o Shopping Anália Franco também se localiza na Formosa (essa é uma discussão antiga, já que o hoje supervalorizado Jardim Anália Franco foi desmembrado de uma área que estava territorialmente entre Vila Formosa - a maior parte -, Água Rasa e Tatuapé). Um dos destaques do comércio local é o Mercado Municipal Antônio Meneghini. Inaugurado em 1971, tem 21 boxes para quem procura pescados, frutas e legumes frescos.

O problema crônico do passado, que era o transporte, hoje inexiste, pois não há espaço no bairro que não tenha sua linha. Aliás, bairros mais distantes, como Sapopemba e Vila Industrial, por exemplo, têm suas linhas passando necessariamente pela Vila Formosa. A educação no bairro também é destaque. As escolas públicas e privadas sempre se destacam em âmbito municipal e estadual, em exames como Enem. Além disso, o bairro conta com duas faculdades particulares, bem como a Etec.

O lazer e a cultura também são destaque. O bairro é um dos mais arborizados de São Paulo e que mais têm praças (segundo estimativa, são mais de cem) e pequenos parques na zona leste. Há um teatro municipal com preços e peças populares. O centro de comunicação de tudo isso é a Praça Sampaio Vidal, o centro da "Vila", como dizem seus moradores.

Como dito, a Vila Formosa foi urbanizada por uma empresa que tinha bons exemplos na cidade e nasceu com vocação de alto padrão, nos moldes de outros bairros de sucesso na capital paulista que surgiram no começo do século passado. Mas isso demorou um pouco (como dito também). Sua população é predominantemente de classe média à alta. Ainda há muito espaço para novos empreendimentos. No passado teve importante núcleo industrial que, aos poucos, foi sendo desativado, mas seus galpões foram dando lugar a casas e prédios residenciais de médio a alto padrão. Aliás, o bairro é um dos mais valorizados na região, com preços muito equivalentes e até superiores à Vila Carrão e Penha, principalmente quando se fala em alto padrão.

De acordo com o Censo do IBGE de 2010, sua população é pouco menor que 90 mil habitantes, cuja renda média é de R$ 3.755 (alta  para os padrões locais). Tem IDH (Índice de Desenvolvimento Humano - medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de "desenvolvimento humano") de 0,884, colocando o bairro como o 34º lugar entre os de melhor qualidade de vida na cidade. O progresso e valorização do bairro só tendem a crescer, pois há previsão de inauguração, nos próximos anos, de um hospital particular (no mesmo local onde já existiu um no passado - lembrando que o bairro já teve um grande hospital sanatório, onde hoje está um condomínio) e de uma estação de metrô.

No Portal ZL Imóvel, a Vila Formosa, para venda, é o quinto bairro mais procurado e o que tem mais ofertas no site na zona leste. Já para negócios em locação, o bairro fica em terceiro lugar tanto em oferta como em procura. Por ter um perfil bem misto, seja no nicho residencial ou comercial, a Vila Formosa atende diversos públicos, com ofertas suficientes para toda demanda. Desde casas e sobrados, uma tradição no bairro, a apartamentos de médio e alto padrão - ainda mais se levarmos em conta os bairros de Jardim Anália Franco e Jardim Têxtil, que surgiram de distritos da Vila Formosa.

Texto Elaborado por Marco Barone em agosto de 2016



NOTÍCIAS DO MERCADO E DICAS DE DECORAÇÃO

O Guia de Serviços da Zona Leste